• SIGA O JUSCELINO NAS REDES

Filhotes de panda gêmeos são os novos moradores de zoológico em Berlim

O zoológico de Berlim apresentou nesta segunda-feira (9) suas duas novas estrelas, os dois primeiros pandas gêmeos nascidos na Alemanha, no final de agosto, batizados de Meng Yuan e Meng Xiang.

Como reza a tradição chinesa, os dois mamíferos, dois machos, foram nomeado 100 dias após seu nascimento, e foram apresentados à imprensa pelo prefeito de Berlim, Michael Müller, e pelo embaixador chinês, Wu Ken.

Meng Xiang (“Sonho desejado”) e Meng Yuan (“Sonho realizado”) nasceram em 31 de agosto no zoológico, após inseminação artificial para aumentar as chances de fecundação. Pesam quase seis quilos cada.

Os dois filhotes de panda gigante "Meng Yuan" (esq.) e "Meng Xiang" são apresentados à imprensa depois de terem sido batizados no zoológico de Berlim, em 9 de dezembro de 2019. — Foto: Odd Andersen/AFP
Os dois filhotes de panda gigante “Meng Yuan” (esq.) e “Meng Xiang” são apresentados à imprensa depois de terem sido batizados no zoológico de Berlim, em 9 de dezembro de 2019. — Foto: Odd Andersen/AFP

Os visitantes do zoológico de Berlim, um dos dois zoológicos da cidade, juntamente com o Tierpark, não poderão ver os dois filhotes até que se familiarizem com o ambiente.

Juntamente com seus pais, a fêmea Meng Meng (“Sonho pequeno”) e o macho Jiao Qing (“Pequeno tesouro”), que vivem em Berlim desde junho de 2017, são os únicos espécimes dessa espécie na Alemanha.

A transferência para Berlim há dois anos desses dois pandas gigantes, considerados tesouros nacionais na China, faz parte da estratégia da “diplomacia dos pandas” estabelecida por Pequim para manter boas relações com seus parceiros.

No colo da mãe, a panda Meng Meng, um filhote de panda ergue uma das patas no Zoológico de Berlim, na Alemanha — Foto: Zoológico de Berlim via Reuters
No colo da mãe, a panda Meng Meng, um filhote de panda ergue uma das patas no Zoológico de Berlim, na Alemanha — Foto: Zoológico de Berlim via Reuters

A China enviou esses “embaixadores” especiais para apenas uma dúzia de países. Normalmente, os filhotes nascidos no exterior são enviados para a China em três ou quatro anos.

O zoológico de Berlim paga cerca de um milhão de dólares (cerca de 900.000 euros) por ano à China pelos animais adultos. Essa quantia, segundo Pequim, é reinvestida em projetos de proteção de pandas.

Há alguns meses, os filhotes eram tão pequenos que cabiam na palma das mãos. O zoológico divulgou um vídeo na época acompanhando o desenvolvimento dos bichinhos.

Filhotes de panda gigante nascem em zoológico na Alemanha
Filhotes de panda gigante nascem em zoológico na Alemanha

A família urso

Meng Meng e o macho Jiao Qing vivem na capital alemã desde junho de 2017. Os dois foram apresentados ao público pela chanceler Angela Merkel e pelo presidente chinês Xi Jinping.

A transferência para Berlim desses pandas gigantes, considerados tesouros nacionais na China, foi mais um episódio da “diplomacia dos pandas” estabelecida por Pequim para manter boas relações com seus parceiros.

Foto de arquivo da panda Meng Meng, tirada em 10 de julho de 2017, no zoológico de Berlim — Foto: Tobias Schwarz/AFP
Foto de arquivo da panda Meng Meng, tirada em 10 de julho de 2017, no zoológico de Berlim — Foto: Tobias Schwarz/AFP

Eles são os únicos animais dessa espécie atualmente visíveis no país e o nascimento é o primeiro da Alemanha.

A fêmea foi inseminada artificialmente para aumentar as chances de fertilização, mesmo que os dois animais tenham acasalado.

Com informações da France Presse

YOU MIGHT ALSO LIKE

0 Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.

Inscreva-se

Receba as últimas notícias do Blog do Juscelino