• SIGA O JUSCELINO NAS REDES

Aquecimento coloca borboleta-monarca na lista de ameaçados de extinção

A borboleta-monarca migratória entrou na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas de Extinção da IUCN, por conta da destruição crescente de seu habitat natural e dos efeitos da mudança do clima sobre as condições de sobrevivência. Essa espécie de borboleta é famosa por sua migração rotineira do México e da Califórnia no inverno para locais de reprodução nos Estados Unidos e no Canadá. Estima-se que a população total de borboletas-monarca tenha encolhido pelo menos 22% na última década, com alguns cálculos colocando esse número em preocupantes 72%.

O desmatamento de áreas naturais para dar lugar à agricultura e ao desenvolvimento urbano, bem como o uso de pesticidas e herbicidas comprometeram significativamente a oferta de alimento e os locais para reprodução dessa espécie na temporada fria. Ao mesmo tempo, a redução no volume de chuvas na América do Norte, causada pela mudança do clima, também está afetando o desenvolvimento dessas borboletas, que crescem menos e ficam mais vulneráveis. Outro problema, potencializado pela crise climática, é a ocorrência mais frequente de incêndios florestais, que devastam o habitat de uma maneira catastrófica para a espécie.

“É difícil ver as borboletas-monarca e sua extraordinária migração à beira do colapso, mas há sinais de esperança. Inúmeras pessoas e organizações se uniram para tentar proteger essa borboleta e seus habitats, fazendo desde o plantio de serralha nativa e reduzindo o uso de pesticidas até a proteção dos locais de hibernação”, afirmou Anna Walker, membro da IUCN que liderou a análise sobre as borboletas-monarca. “Todos temos um papel a desempenhar para garantir que esse inseto icônico se recupere totalmente”.

Associated PressNatGeo BrasilNY Times e Washington Post, entre outros veículos, repercutiram essa notícia.

#Envolverde

0 Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.

Inscreva-se

Receba as últimas notícias do Blog do Juscelino